Campanha “Dermatologia em Ação” no Araguaia

Segunda etapa da campanha promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Goiás (SBD-GO) e Secretaria Estadual de Saúde também vai abordar a prevenção e diagnóstico precoce de câncer de pele, hanseníase e psoríase

Por Rosane Cunha

Para alertar os turistas e moradores de Aruanã sobre os riscos, como prevenir e o que fazer em caso de acidentes com arraias, um grupo de médicos dermatologistas vai desembarcar na cidade neste sábado, 6 de julho. O trabalho a ser realizado voluntariamente pelos especialistas faz parte da segunda etapa da campanha “Dermatologia em Ação”, promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Goiás (SBD-GO) em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado de Goiás.

Presidente da SBD-GO, Rafael Junqueira explica que os dermatologistas vão orientar as pessoas sobre a prevenção, o perigo e como tratar acidentes com arraias. Eles vão distribuir um folder elaborado pelo médico Vidal Haddad Júnior, da Faculdade de Medicina de Botucatu (SP), com orientações sobre o assunto.

Os voluntários também vão trabalhar no atendimento ao público para a orientação, prevenção e diagnóstico precoce do câncer de pele, hanseníase e psoríase. Lançada em Goiânia no dia 15 de junho, quando mais de 300 pessoas foram atendidas gratuitamente e mais de 70 procedimentos foram realizados, a campanha “Dermatologia em Ação” ainda terá outras duas etapas em 2019. Essa é uma ação social e educativa da SBD-GO.

Saiba mais sobre acidentes com arraias

Comuns no Rio Araguaia e seus afluentes, arraias fluviais são peixes que vivem no fundo de rios, às vezes enterradas na areia. Elas possuem ferrões na cauda e podem envenenar que pisa nelas ou tenta segurá-las. De outra forma, são inofensivas.

Os ferrões das arraias são recobertos por um muco escuro, onde fica o veneno.

A dor da ferroada é muito forte e podem surgir feridas no local atingido, que costuma ser o pé ou tornozelo.

Para evitar acidentes, ao caminhar em um rio, ande arrastando os pés sem levantá-los. Se você arrastá-los no fundo, as arraias vão embora, pois somente ferroam se forem pisadas.

Se alguém for ferroado, é preciso mergulhar o local afetado em água quente (mas não fervendo) por 30 a 90 minutos. Essa medida ameniza a dor.

Procure um médico o mais rápido possível, pois pode haver infecções e quebra de ferrões no corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *