Equoterapia paraesportiva é destaque no Reatech 2017

Prática do esporte adaptado será apresentado durante Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, pela fundadora da ONG Texas Ranch, Elizabeth Melani

Por Kassiana Bonissoni, de São Paulo/SP

A prática do esporte para pessoas com deficiências faz uma grande diferença na vida delas.  Seja por melhorar a condição cardiovascular, aumentar a força, a agilidade, a coordenação motora, o equilíbrio ou até a oportunidade de sociabilização, melhorando a autoconfiança e elevando a autoestima do praticante. Este é o tema da palestra no dia 3 de junho, a partir das 10h, que será proferida pela responsável pela Associação de Equoterapia Educacional Texas Ranch, Elizabeth Melani, durante a Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade (Reatech).  Este é o sétimo ano em que a instituição marca presença no evento, mas desta vez, com enfoque para a equoterapia paraesportiva.

O esporte adaptado faz parte do cotidiano do Texas Ranch desde 2015, com a participação em campeonatos de salto iniciante na Hípica Manège Alphaville, em Santana de Parnaíba, na grande São Paulo e também de etapas pela Federação Paulista de Hipismo (FPH). De lá para cá, fisioterapeutas, psicólogas, instrutores, pais e familiares dos alunos que frequentam os treinos de salto e três tambores, perceberam significativas melhoras nos pacientes. “Alcançamos resultados comprovados em ganhos físicos e motores, além da melhora no desenvolvimento psicossocial deles. Atualmente temos 5 crianças que participam frequentemente das competições e elas já conquistaram medalhas e troféus, fora e dentro das pistas”, aponta Elizabeth.

Nas pistas da entidade, que fica localizada em Itapecerica da Serra, grande São Paulo, as aulas são voltadas especialmente para crianças e adolescentes a partir dos três anos de idade com deficiências diversas, como: Síndrome de Rett, Síndrome de Down, Síndrome de Aspert, Autismo e até na reversão de efeitos causados por Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou no tratamento de casos de hiperatividade de déficits de atenção.  Após uma avaliação e as qualificações exigidas, os alunos passam para os atendimentos paraesportivos. Todos os casos são avaliados e acompanhados por equipe formada por psicóloga, fisioterapeuta, psicopedagoga, fonoaudióloga e instrutor de equitação.

Mais informações no site da ONG ou pelo telefone (11) 4667-9980.

Programação da REATECH – Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade:

1 e 2 de junho de 2017 – 13h às 20h
3 e 4 de junho de 2017 – 10h às 19h
Local: São Paulo Exhibition & Convention Center
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo/SP
Entrada franca

Um comentário em “Equoterapia paraesportiva é destaque no Reatech 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *