Pular para a barra de ferramentas

Estresse masculino: dores, insatisfação com a aparência e problemas de pele afetam autoestima

Estresse masculino: dores, insatisfação com a aparência e problemas de pele afetam autoestima

A insatisfação com a aparência é um dos fatores causadores de estresse nos homens. Dentre vários sintomas estão as dores crônicas e os problemas de pele que afetam também a autoestima deles

Texto: Karolina Vieira

Foto: Divulgação

De acordo com dados de 2018 da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é considerado o país mais ansioso e estressado da América Latina e essa condição reflete na qualidade de vida dos homens já que 3,6% dos brasileiros estão ansiosos e o mesmo número deles estão deprimidos. Segundo um estudo feito pela Universidade de Harvard há alguns anos, os três maiores motivos do estresse masculino eram problemas no trabalho, excesso de responsabilidades e problemas financeiros. Porém, a surpresa foi que 24% deles respondeu que uma das causas de estresse era a insatisfação com a própria aparência.

Como o estresse causa obesidade, infertilidade, disfunção sexual e problemas de pele, é comum que a insatisfação seja agravada porque afeta diretamente a saúde emocional e dos relacionamentos do homem. Apesar de o estresse nos manter em alerta, o excesso dessa situação causa complicações físicas e emocionais que, no caso dos homens, pode comprometer a rotina de trabalho, a vida sexual e a autoestima.

“O estresse desequilibra a produção hormonal que pode causar uma mudança no aspecto geral da pele e anexos como cabelo e unhas. Pode aumentar a produção de sebo e causar surgimento ou piora da acne, áreas de “pelada” no couro cabeludo e na barba, além do aumento dos casos de dermatite, psoríase e vitiligo, doenças diretamente ligadas ao estresse”, explica a médica dermatologista da Fêmina Clínica de Estética, Paula Azevedo.

Algumas das consequências mais conhecidas do estresse são obesidade, infertilidade, asma, queda de imunidade e de libido, doenças cardíacas, hipertensão, dores de cabeça, enxaquecas e dores musculares crônicas. Dores nas costas e rigidez muscular são apenas alguns dos sinais, afinal a dor em geral é uma maneira do corpo dizer que algo não vai bem.

Nos casos de estresse elevado enquanto esses níveis não baixam a dor pode se prolongar ou piorar, aumentando também a ansiedade, em um ciclo vicioso. Como solução para aliviar as tensões musculares, a fisioterapeuta da Fêmina Clínica de Estética, Rayanne Pires, indica a massagem relaxante aliada ao shiatsu, uma técnica terapêutica baseada na medicina milenar chinesa que promove alívio com as mãos.

“A massagem relaxante é feita do pescoço à ponta dos pés com a finalidade de relaxamento da musculatura e o shiatsu é uma técnica que incrementamos nessa massagem para tratar especificamente os pontos de dor. Questionamos o paciente sobre os locais de mais dor ou tensão muscular, que depende do tipo de ocupação dele, e damos atenção para tratar esses locais. Apesar de ser uma técnica de cura com as mãos, utilizamos muito os cotovelos, rolos de bambu e até pedras para liberar os músculos e relaxar toda a musculatura”, explica Rayanne.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − cinco =