HUAna realiza primeira captação de coração

Doação de múltiplos órgãos beneficia seis pessoas que estão na fila de transplantes em Goiás, SP, DF e representa a primeira captação de coração da unidade

Na tarde do último dia 25 de agosto, o Hospital de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUAna), unidade da rede própria da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás , realizou mais uma captação de órgãos para transplantes. Após constatada morte encefálica, a família de um paciente de 18 anos, internado no HUAna, consentiu com a doação de múltiplos órgãos do rapaz. O ato de solidariedade vai beneficiar seis pessoas que estavam na fila de transplante em Goiás, Distrito Federal e São Paulo.

Foram doados rins, fígado, córneas e, pela primeira vez no HUAna, o coração. O procedimento de captação reuniu cerca de 20 pessoas compostas por integrantes da equipe do HUAna, da equipe da Central de Transplantes de Goiás, profissionais das cidades de Brasília e São Paulo, e também da Fundação Banco de Olhos de Goiás. Contou ainda, com apoio do serviço de transporte do hospital e da Polícia Militar.

A supervisora da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos, Tecidos e Transplantes (CIDHOTT) do HUAna, Vanessa Lobo, ressaltou o ato mais importante desta captação: “Seis vidas serão salvas, graças ao consentimento da família em realizar a doação, e, ao empenho da nossa equipe do HUAna e da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos e Tecidos de Goiás” frisou.

O Diretor Técnico do HUAna, Dr. Márcio Matias de Oliveira, esteve presente no centro cirúrgico para acompanhar a captação e, na oportunidade, ressaltou o compromisso do hospital em salvar vidas por meio da parceria efetiva com a Central de Transplantes: “mesmo com todo o trabalho dos nossos profissionais capacitados e com nossa estrutura de referência, alguns pacientes não se recuperam e fatalmente vão a óbito. Nessa hora, surge a chance de salvar outras vidas, com a autorização das famílias dos pacientes, que mesmo em luto, se sensibilizam com o sofrimento de tantas pessoas. O transplante de órgãos é um alento a quem espera ansiosamente por mais uma oportunidade de viver”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *