II Mutirão Nacional de Reconstrução Mamária

Cirurgiões plásticos goianos participam do II Mutirão Nacional de Reconstrução Mamária

Por Rosane Cunha, de Goiânia

Entre os dias 24 e 29 de outubro, cerca de 60 mulheres que tiveram câncer de mama e necessitam de cirurgias plásticas para a reconstrução mamária, serão operadas em Goiânia. As cirurgias fazem parte do II Mutirão Nacional de Reconstrução Mamária, uma campanha solidária e humanitária promovida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) nacional e realizada no Estado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Goiás (SBCP-GO).

O mutirão é voltado exclusivamente para pacientes que necessitam de cirurgias reconstrutivas pós-câncer de mama e acontece durante a celebração da campanha Outubro Rosa, um movimento mundial que visa a prevenção do câncer de mama.

As cirurgias serão feitas por cirurgiões plásticos inscritos na SBCP-GO, que atuarão como voluntários, e por cirurgiões plásticos que integram os serviços de Cirurgia Plástica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC/UFG), Hospital Geral de Goiânia Dr. Alberto Rassi (HGG), Santa Casa de Misericórdia de Goiânia e Hospital Araújo Jorge. As operações serão realizadas nestes hospitais sem custos para as pacientes.

O presidente da SBCP-GO, Luiz Humberto Garcia de Souza, explica que as pacientes a serem operadas foram selecionadas entre cerca de 150 mulheres que se inscreveram para participar do mutirão. As inscritas passaram por uma triagem socioeconômica, que priorizou as pacientes de menor renda. No dia 17 de setembro, as aprovadas nesta primeira triagem foram avaliadas pela equipe médica, que selecionou as que serão operadas durante o mutirão e nos meses seguintes.

Nesta triagem, a SBCP-GO contou com o trabalho voluntário de médicos cirurgiões plásticos e residentes do HC, funcionárias do Setor de Mastologia do HC e acadêmicos da Faculdade Noroeste, que atuaram na organização do atendimento. O trabalho foi coordenado pelo médico Aloísio Garcia e acompanhado pelo presidente da SBCP-GO.

As pacientes pré-selecionadas estão sendo submetidas a exames e somente terão suas cirurgias confirmadas após a avaliação dos resultados. “As indicações clínico-cirúrgicas são os fatores predominantes e fundamentais para a escolha das pacientes”, explica o presidente da SBCP-GO.

O primeiro mutirão aconteceu em 2012 e operou cerca de 500 pacientes em todo o País, sendo 44 em Goiânia. “Foi uma experiência muito proveitosa, que proporcionou muita alegria à equipe médica, à SBCP nacional e regional e a todos os envolvidos pela solidariedade e ajuda às pessoas mais carentes”, diz Luiz Humberto Garcia de Souza, ressaltando que essa experiência positiva certamente será repetida neste segundo mutirão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *